Minha carreira - Primer RH

Currículo no LinkedIn: conecte-se com sua vida profissional

26 de agosto de 2019

O LinkedIn é um site de cadastros para currículos que agiliza os processos de seleção em agências e empresas.

 

Pensado para a velocidade e o compartilhamento de informações, traz consigo um perfil público do candidato junto ao currículo com pontos importantes a serem considerados: experiências, objetivos, cursos, idiomas e um resumo explicando sua trajetória.

Conta também, com um pequeno feed, que possibilita trocar ideias e vivências com outras pessoas conectadas. Ou seja, o site é uma rede de conexões para profissionais que não somente buscam emprego, mas que também querem expandir sua visão de mundo.

 

Os recrutadores estão observando o seu currículo. E para que você saiba o que eles procuram e como manter seu currículo tanto no LinkedIn quanto em outros sites, e até mesmo o de papel, aqui vão dicas fundamentais.

 

Faça ou atualize seu LinkedIn:

Caso você ainda não tenha um cadastro, reserve um tempinho para fazê-lo. E se já o tem, atualize-o. Lá você acompanha a jornada de outros profissionais assim como dá uma olhada no que a empresa dos seus sonhos está fazendo para o seu público interno. E não menos importante, você pode compartilhar e publicar artigos sobre sua profissão. Ou seja, cada detalhe conta.

 

Um bom conteúdo faz diferença:

Com informações claras, transparentes e bem escritas, acredite: você já trilhou mais da metade do caminho. Procure organizar suas experiências, explicando em poucas linhas como foram cada uma e o que aprendeu com elas. Quanto mais precisão, maiores são as chances de destaque. Saiba que caso você tenha duas áreas de atuação, é bom que você tenha dois currículos para não haver confusão. Também, o uso de palavras-chave e separação de itens por tópicos pode facilitar a visualização.

 

Itens essenciais no currículo:

Deixar as informações em seus devidos lugares é ótimo. Mas será que tem todos os itens necessários para a triagem? A dica a seguir contém o que você precisa saber para não ficar para trás no momento de uma seleção. Confere aí:

 

— Atividades de cada experiência: além das funções e o local onde trabalhou, é interessante (e necessário) ter uma breve descrição da(s) atividade(s) exercidas. 
— Formação: não se esqueça de colocar informações precisas, como ano de ingressão e ano de conclusão ou previsão; assim como a universidade e o curso.
— Informações básicas: Imagina só você passar pela triagem, quererem solicitar uma entrevista e não conseguirem falar com você porque não colocou seu número de telefone? Itens como nome e informações de contato como telefone e email não devem faltar. As pessoas precisam saber como falar com você.

 

Compartilhe: 

Já colocou tudo o precisava no perfil? Certo, agora é momento de expandir suas conexões. Você precisa saber que o LinkedIn deve ser utilizado quando você está ou não está empregado. Isto é, compartilhar o seu conhecimento, publicar artigos sobre sua área, interagir e trocar ideias podem fazer parte de sua rotina.

 

Atualize-se:

Em poucas palavras, sempre mantenha-se visível e atualizado. Direcione seu potencial para atividades que acrescentem em seu desempenho. Assista palestras, participe de cursos e workshops, existem inúmeras opções de forma online e presenciais, muitas delas gratuitas. E quando o profissional não tem experiência, o engajamento é observado. Se a empresa faz um teste enviando uma tarefa para o profissional, espera-se que seja entregue no prazo. Se ele não souber como fazer, espera-se uma tentativa e sinceridade.

 


 

Confira outros posts semelhantes em: https://primerrh.com.br/blog/

Aproveite para ver algumas dicas de como fazer um bom currículo e baixar um modelo gratuito de arquivo: https://conteudo.primerrh.com.br/modelo-de-curriculo-para-download

 

Compartilhe