Minha carreira - Primer RH

Definindo metas inteligentes e eficazes com o método SMART

29 de agosto de 2019

A partir da missão, da razão de ser, criamos nossos objetivos com metas específicas, descrevendo os resultados desejados, que irão orientar nossas ações e nosso planejamento. O modelo SMART é um método de definição de metas para os objetivos que se deseja alcançar.

Criada por Peter Drucker, é considerada uma poderosa técnica utilizada para validar qualquer objetivo e auxiliar no planejamento de maneira eficiente. Saber apenas quais são nossos objetivos — muitas vezes — não é o suficiente para atingi-los, para o fazermos, precisamos de metas. E a falta de metas é um problema que afeta tanto profissionais quanto empresas. Uma meta, seja qual for, só pode ser chamada de meta quando é traçada segundo cinco variáveis.

A sigla SMART é composta pelas letras iniciais das palavras (em inglês) que representam os cinco atributos necessários para que uma meta seja considerada válida. São elas:

SPECIFIC (específica):

As metas devem ser claras, objetivas e  detalhadas, a fim de evitar equívocos. Quanto mais específica for a meta, mais direcionado estará seu caminho.

MENSURABLE (mensurável):

As metas devem possibilitar uma forma de medição e ser quantificáveis, objetivas e palpáveis.

ATTAINABLE (alcançável):

As metas devem ser razoáveis e viáveis. Uma meta tem que ser alcançável, possível, viável. Sem sonhos impossíveis e devaneios.

RELEVANT (relevante):

A meta deve ser relevante para o trabalho e deve contribuir para o alcance do objetivo ou da missão. A meta tem que ser importante, significante, desafiadora.

TIME-BASED (baseada no tempo, temporal):

A meta deve incluir cronogramas específicos e prazos finais. Muitas metas são bem específicas, mensuráveis, possíveis e importantes, porém, não estão encaixadas em um limite de tempo. Sem prazo as metas são abandonadas.


Em certos momentos, realizar esse processo pode ser complicado. Portanto, para facilitá-lo, um passo a passo para implementação de um novo hábito pode ajudar bastante:

Escolha um hábito fácil de colocar em prática. 

Aumente aos poucos a “dificuldade” de seu hábito. 

Divida seu hábito em blocos de tempo. 

Saiu da linha? Volte imediatamente. O problema aparece quando você faz da exceção, a regra. Se sentir dificuldade de continuar com o novo hábito, peça ajuda a alguém de confiança para “fiscalizar” seus hábitos todos os dias.

Anote seu progresso, assim saberá o quanto percorreu da  jornada até a meta.

 Vá com calma e seja paciente. Siga um ritmo que você sabe que vai conseguir ser frequente.

E para encerar:

Por quê a maioria das pessoas costuma falhar em atingir metas?

 

92% das metas definidas acabam sendo abandonadas  dias depois e alguns aspectos como a falta de comprometimento e de ação podem colaborar para isso.

Alguns até definem sua meta SMART, escrevem datas e tarefas importantes a serem realizadas. Sabem absolutamente tudo que devem fazer, mas somente na teoria. O primeiro passo costuma ser o mais difícil para tirar uma meta SMART do papel.

Portanto, tente ao menos fazer o primeiro movimento em direção a seus sonhos.

Pois, a forma como você enxerga o mundo define seu futuro.


viverdeblogadministradores.com

Compartilhe